Os impactos das Eleições 2022 no mercado de apostas do Brasil

A eleição presidencial está mexendo com os ânimos de todos os brasileiros.
Redator:
Guilherme Raia
Publicado em:
24/10/22

A eleição presidencial está mexendo com os ânimos de todos os brasileiros. O clima de indefinição sobre o próximo governante máximo do país vem gerando debates enquanto o segundo turno não chega, no dia 30 de outubro, e está deixando um monte de gente com ansiedade. A expectativa é tanta que aqueceu os mercados de apostas ao redor do mundo.

Algumas pessoas não sabem, mas “apostas esportivas” não se refere somente a esportes. Em alguns lugares, como na Inglaterra e Estados Unidos, mercados relacionados a política e entretenimento são muito fortes e geram uma receita gigantesca.

É bem normal encontrar odds para eleições, vencedores de reality shows e até algumas coisas inusitadas. Durante o casamento do Príncipe Harry, por exemplo, era possível apostar se ele entraria na cerimônia com ou sem barba.

No Brasil, a disputa no 2º turno entre Lula e Bolsonaro também agitou bastante os mercados de apostas.

Para se ter uma ideia, a Betfair, uma das casas de apostas esportivas mais famosas do mundo, divulgou que já bateu a marca de R$ 60 milhões em apostas neste mercado — e ainda faltam alguns dias para a população ir às urnas novamente.

Quem é o favorito a vencer as eleições?

As odds têm flutuado muito, mas a tendência tem se mantido: Lula é o favorito a vencer as eleições presidenciais no Brasil em 2022.

Desde a apuração do 1º turno, o ex-presidente do país aparece em várias casas de apostas com cotações entre 1.30 e 1.50, o que, para quem conhece, é uma odd de alta probabilidade de acontecer.

Já o atual presidente Jair Bolsonaro, que busca a reeleição, tem variado suas cotações entre 2.70 e 3.00, uma cotação bastante alta até, e que indica que as chances do governante seguir no cargo não são tão grandes.

Alguns fatores explicam isso. A primeira é a vantagem de Lula, que é de 5,23% dos votos. Em valores absolutos, significa uma diferença de quase 6,2 milhões de votos, um número bastante alto.

Historicamente, nunca um candidato que ficou à frente no primeiro turno foi derrotado no segundo. Portanto, o ex-presidente tem isso a seu favor.

A ferramenta Live Tracker da Odds Scanner está acompanhando os mercados de apostas e traz um número também interessante: Lula tem 71,43% de chances de voltar à presidência do Brasil em 2023. Assim, Bolsonaro está contra as estatísticas na campanha e, matematicamente, tem altas chances de não conseguir a reeleição.

É permitido apostar no mercado de presidente no Brasil?

A legislação brasileira não tem nenhuma regra que não permita que pessoas do país apostem nos mercados de apostas para o próximo presidente da nação.

Ainda que empresas do ramo não possam estar registradas em território nacional, elas podem atuar no mercado daqui, seguindo normas do Brasil e regras mantidas no mundo inteiro.

Escrito por:

Guilherme Raia

Seja o primeiro a comentar