tres tracos
Registar

Considerando o aproveitamento em 2022, quem deve ser o Guarda-Redes do Mundial?

oddsscanner favicon
Escritor:
Diogo Cardoso
Publicado em:
30/06/2022
0 comentario

Courtois é um dos nomes mais sonantes para o Mundial do Qatar com a tremenda exibição que fez perante o Liverpool para a Champions League. Porém, a qualidade geral é tremenda e é difícil perceber quem será o melhor guarda-redes do Mundial.

Vamos assim aos números!

Guarda-Redes do Mundial

Muitas vezes conseguimos antever quem será o grande exemplar no que toca a algumas posições perante a época realizada ao longo da época. Todavia, este ano fomos presenteados com vários guarda-redes com um alto nível de excelência.

Pode ser difícil encontrar o guarda-redes do Mundial, mas vários nomes são colocados na lista ao lado de Courtois, guardião da baliza do Real Madrid.

Números e curiosidades dos guarda-redes mais rotulados

A lista é curta, mas vários guarda-redes apresentaram-se a um nível elevadíssimo durante a época desportiva de 2021/2022. Agora, com o Mundial à vista, é hora de analisar os guarda-redes do Mundial que poderão constar na lista de favoritos a serem “o guarda-redes” da competição.

Thibaut Courtois

O nome mais falado do momento graças à finalização que tanto impacto teve na época transata, terminada há poucas semanas. Courtois é um dos nomes para guarda-redes do Mundial, pois encontra-se num momento de excelência. Todavia, não brilhou em todos os jogos e foi a sua equipa, Real Madrid, que teve impacto, ainda que tenha vencido a Liga dos Campões pelas mãos do guardião belga. Contudo, é através da seleção da Bélgica que tem de chegar a guarda-redes do mundial, algo que é possível, mas de difícil alcance.

Realizou 36 jogos em 2021/2022 enquanto guarda-redes do Real Madrid, onde teve 16 partidas sem sofrer golos. Ainda assim, sofreu cerca de 29 golos, o que dá uma média de 0,80 golos sofridos por jogo.

Olhando para a sua seleção e para o passado recente, analisamos a Liga das Nações. Nesta rampa para o Mundial de 2022, Courtois sofreu 6 golos em 3 partidas realizadas, notando-se claramente a influência da sua equipa no seu rendimento.

Alisson Becken

O guarda-redes da baliza do Liverpool é outro nome em cima da mesa. O brasileiro mantém o seu nível elevadíssimo, participando em cerca de 92% dos jogos do clube. Com 35 jogos realizados, Becken sofreu 24 golos, tendo assim uma média de 0,69 golos sofridos por jogo.

O titular da seleção do Brasil prepara-se para viajar para o Qatar para ser, uma vez mais, o titular da baliza, num conjunto repleto de qualidade. Este guarda-redes pode marcar a diferença na prova e resolver a situação, assumindo-se como o melhor guarda-redes do Mundial.

Manuel Neuer

Este poderá ser o último Mundial de Neuer. O guardião já conta com 36 anos de idade e a sua lesão deste ano pode culminar no abandono precoce da representação do seu país. Aos comandos do Bayern de Munique foi, durante vários anos, um dos melhores guarda-redes do mundo.

Na presente época e fruto da sua lesão, Neuer apenas realizou 82% dos jogos do seu clube, o que se traduz em 28 partidas. Nelas, o alemão sofreu 26 golos, dando-lhe uma média de golos sofridos por jogo de 0,92.

Para este Mundial a seleção da Alemanha tentará, com o selecionador que irá realizar o seu primeiro Mundial, realizar a melhor prova possível, mas só em bons níveis conseguirá bater-se com os seus maiores rivais, como os que citamos anteriormente.

Na Liga das Nações a Alemanha sofreu 3 golos em 3 partidas realizadas, mas está dentro de um grupo muito forte com a Itália, a Hungria e a Inglaterra. Por isso, Neuer é, pela sua experiência e qualidade, um dos fortes candidatos a guarda-redes do Mundial.

Ter Stegen

Oriundo do Barcelona, o guardião de 30 anos é a principal concorrência de Neuer para defender as redes da baliza da Alemanha. Mas só se for titular poderá ser uma ameaça na luta pelo melhor guarda-redes da prova. Ainda assim, é um guarda-redes de grande nível e que nos últimos anos tem evoluído nitidamente.

Ao fim de 35 jogos realizados com a camisola do Barcelona, Ter Stegen sofreu 34 golos, sendo uma média elevada de 0,97. Em suma, o guarda-redes apenas deverá destacar-se se Neuer tiver algum percalço no Qatar.

Jan Oblak

O último guarda-redes a ingressar a lista de favoritos a vencer o prémio de guarda-redes do Mundial é Jan Oblak, oriundo do Atlético de Madrid. Porém, os seus números não são os melhores e só a sua seleção poderá ajudá-lo a mudar o seu rumo.

Em 38 partidas realizadas na época de 2021/2022, ou seja, em 100% dos jogos do Atlético de Madrid, o esloveno sofreu 43 golos. Assim sendo, tem uma média de golos sofridos de 1,13 por jogo.

As melhores performances

Olhando para os principais favoritos a vencer o troféu de melhor guarda-redes do Mundial, percebemos que há um equilíbrio em termos estatísticos. E, para resolver essa diferença, a principal mais-valia será a equipa que irão ter lado a lado na sua seleção.

O guarda-redes do Liverpool, Becken, é o que tem a melhor performance da época transata. Mesmo sendo derrotado e vice-campeão da Liga dos Campeões, o brasileiro está no auge da sua carreira.

A segunda melhor performance do ano 21/22 chega pelas mãos de Courtois, o guarda-redes do momento. Jogador do Real Madrid e vencedor da La Liga e da Liga dos Campeões, é o principal favorito a vencer este tão desejado troféu. Todavia, ainda que seja um dos melhores guarda-redes do mundo, não está no lote das melhores seleções do mundo, o que pode ter bastante influência durante o Mundial de 2022.

As médias dos restantes jogadores listados para o título de melhor guarda-redes do Mundial não são favoráveis em termos práticos, mas nada impede que sejam vencedores deste prémio.

O que esperar das seleções dos guardiões

Na verdade, todos os jogadores favoritos a vencer o guarda-redes do Mundial estão dependentes das equipas que estarão representas no Mundial de 2022. Ainda que os principais favoritos estejam dentro de seleções de grande nível, tudo pode acontecer, como acontece atualmente na Liga das Nações.

Assim, espera-se um Mundial de 2022 muito bem disputado, onde os guarda-redes poderão, de facto, fazer a real diferença perante as adversidades que as equipas irão encontrar pela frente.

Becken é, neste caso, o jogador que está colocado numa das principais equipas favoritas a vencer o Mundial do Qatar, mas as surpresas fazem parte desta grande competição.

Quem poderá fazer a diferença no Mundial de 2022

Ainda que a posição de guarda-redes possa ser ingrata, pois rapidamente se está no auge como no inverso, a verdade é que Courtois demonstrou que apenas uma exibição pode bastar para colocar um guarda-redes no “topo do mundo”. Fruto da sua fantástica exibição na final da Liga dos Campeões, Courtois é agora o guarda-redes do momento.

Há muita qualidade espalhada pelos vários países que irão viajar até ao Qatar e por isso, abre-se o leque de oportunidades para que haja mais guarda-redes que possam fazer a diferença, desta vez, no Mundial de 2022.

São esperadas muitas surpresas e que outros guardiões se possam colocar nas bocas do mundo, como Courtois.

Mundial de 2022 abre portas

Nos últimos anos tem-se assistido a uma mudança drástica na forma como os guarda-redes atuam nas suas equipas. Por exemplo, são cada vez mais requisitados guarda-redes que tenham qualidade com os pés. Posto isso, o Mundial sempre foi uma competição que abriu portas a muitos atletas porque lhes permite fazer várias exibições.

Neste Mundial de 2022 disputado no Qatar espera-se que mais surpresas surjam e que se abram portas de oportunidade a outros guardiões. Afinal, Courtois precisa de concorrência e a atual começa a mostrar claros sinais de estar em fim de carreira, como é o caso de Manuel Neuer.

A partir de novembro, o Mundial de 2022 arranca numa competição que se avizinha poderosa, com grandes jogos e boas exibições. Ainda que não se saiba quem será o guarda-redes do Mundial, espera-se que haja concorrência ao nível de Courtois e companhia!