Qual será o próximo técnico da Premier League a deixar o cargo?

raphael saavedra
Redator:
Raphael Saavedra
Publicado em:
05/10/2021
0 Comentario

Todo início de temporada é cercado de expectativas. Na Premier League, elas são ainda mais altas, porque os times gastam milhões de libras com reforços para chegar ao topo.

Por isso, depois de algumas rodadas, se as coisas não saem como o planejado, começam as especulações sobre uma troca no comando das equipes.

Quem será o próximo treinador a ser demitido? Confira a nossa análise para basear suas apostas!

Como funciona o mercado

O mercado de troca de treinador na Premier League é um tipo de aposta especial no futebol.

Como o próprio nome sugere, a aposta vencedora é aquela que acertar quem será o próximo treinador demitido do seu clube.

Anteriormente, o mercado de primeira troca de treinador estava aberto. Contudo, Xisco Muñoz deixou o comando do Watford durante a sétima rodada.

Também existe a opção de apostar que não haverá mais trocas durante a temporada. Mas é uma possibilidade praticamente impossível.

As apostas estão disponíveis na Betfair Sportsbook, na área de “Especiais”. Por ser um mercado de longo prazo, as cotações são mais atrativas para os apostadores.

Odds para a próxima troca de treinador na Premier League

Ao contrário do Brasil, o futebol inglês não tem a cultura de demitir muitos treinadores. Contudo, é natural que trocas sejam feitas se os resultados não são bons.

Abaixo, apresentamos as principais cotações do mercado neste momento. Naturalmente, a cada rodada elas mudam, então não deixem de conferir as odds atualizadas!

Treinador

Odds

Nuno Espirito Santo (Tottenham) 4.0
Steve Bruce (Newcastle) 5.0
Ole Gunnar Solskjaer (Man United) 6.0
Daniel Farke (Norwich) 6.5
Ralph Hasenhuttl (Southampton) 6.5
Mikel Arteta (Arsenal) 11.0

Técnicos com o cargo mais ameaçado

Com algumas rodadas disputadas no Campeonato Inglês, alguns treinadores despontam como os favoritos para perderem o cargo.

Com base nas cotações atuais, veja nossa análise sobre os favoritos do mercado e porque eles estão ameaçados no comando.

Steve Bruce (Newcastle)

O Newcastle é tradicional no futebol inglês, com quatro títulos da liga. Mas ganhou as páginas dos jornais nos últimos meses pela possibilidade de ser vendido para a Arábia Saudita.

Polêmicas à parte, o clube tem um início ruim na Premier League e ainda não venceu na competição após sete jogos.

Na última rodada, a derrota para o Wolverhampton por 2 a 1, fora de casa, intensificou a pressão sobre o comandante.

Dessa forma, o técnico Steve Bruce é o segundo maior favorito na Betfair (@5.00) para perder o seu emprego. Com o resultado, o time caiu para a 19ª colocação.

Desde 2019 no cargo, seus números são modestos: apenas 30% de vitórias em quase 100 jogos. E brigar contra o rebaixamento não está nos planos do Newcastle.

Nuno Espírito Santo (Tottenham)

O português Nuno Espírito Santo assumiu como técnico do Tottenham no início da temporada. No currículo, fez um bom trabalho no Wolverhampton entre 2017 e 2021.

E o início foi promissor, com três vitórias na sequência. Mas depois de três derrotas consecutivas, seu trabalho passou a ser contestado.

Na sétima rodada, a vitória por 2 a 1 sobre o Aston Villa garantiu um respiro para o treinador português.

Mesmo assim, as odds para a demissão subiram (@4.00) e os próximos jogos serão decisivos para a sua permanência.

O fato de ter pouco tempo no cargo pode ser empecilho para uma rápida demissão. Mas o Tottenham quer a vaga na Champions League e precisa reagir.

Mikel Arteta (Arsenal)

O Arsenal investiu forte e foi a equipe que mais gastou no mercado, com 165,6 milhões de euros em reforços. Os destaques foram Ben White (zagueiro) e Martin Ødegaard (meia).

Contudo, o desempenho irregular no início da Premier League deixa o técnico do Arsenal Mikel Arteta (@11.00) sob pressão.

Atualmente, o time está no meio da tabela, mas teve uma sequência de 3 vitórias seguidas e um empate.

Vale destacar que o Arsenal não tem o costume de demitir treinadores. Mesmo contestado, Arsene Wenger permaneceu por 22 temporadas.

Mas com os investimentos realizados, a expectativa é brigar pela vaga na Champions League. Ou seja, será fundamental ganhar posições nas próximas rodadas.

Outros técnicos com trabalho contestado

Alguns treinadores não são os favoritos para cair primeiro, mas também sofrem com um trabalho irregular nos seus clubes.

Dessa forma, suas cotações são mais altas e o risco pode ser recompensado, principalmente se os próximos resultados forem ruins. Confira!

Ole Gunnar Solskjaer (Manchester United)

Quem olha a posição na tabela, pode não entender porque o técnico do Manchester United está ameaçado.

Mas a pressão de dirigir um dos maiores times do mundo é constante. E Ole Gunnar Solskjaer não é unanimidade entre os torcedores.

Resultados como o vice na Liga Europa na temporada passada e a eliminação para o West Ham na Copa da Liga Inglesa em setembro ajudam a explicar a situação.

Apesar de não ser o maior favorito para cair na sequência (@6.00), as coisas podem mudar rapidamente. Então vale ficar de olho!

Daniel Farke (Norwich City)

Atual campeão da segunda divisão do Campeonato Inglês, o Norwich não tem grandes pretensões na elite.

Contudo, também não era esperado um começo tão ruim, com derrotas em sequência e a lanterna da Premier League.

Assim, a pressão está sob os ombros de Daniel Farke (@6.50). Bons resultados podem afastá-la, mas novas derrotas podem render uma demissão.

O fato de não ser uma equipe de grande investimento é um trunfo. Mas voltar para a segunda divisão não está nos planos do Norwich.

Avaliação final do mercado

Apesar de menos comuns, as trocas de treinadores ocorrem no futebol inglês. O mais difícil, claro, é saber quem será o próximo a perder o cargo.

Os grandes times sofrem com maior pressão da torcida. Ou seja, técnicos como Mikel Arteta, Nuno Espírito Santo e Ole Gunnar Solskjaer estão na mira.

Por outro lado, os times da parte inferior da tabela precisam reagir na luta contra o rebaixamento.

A dica final é, antes de fazer sua aposta nesse mercado, analisar os próximos confrontos. Equipes com calendário difícil na Premier League são mais propensas a mudar o comando.