tres tracos
Cadastrar

NBA: As chances de uma 14ª virada na história após placar de 3-1

Wesley Contiero
Redator:
Wesley Contiero
Publicado em:
20/05/2022
0 Comentario

A NBA é a principal liga de basquete do mundo, atraindo a atenção dos fãs da modalidade em cada partida da temporada, porém, quando chegam os playoffs é natural que o público aumente, assim como o nível dos confrontos.

Sempre decidido em uma série melhor de 7 jogos, quem vencer quatro vezes avança para a próxima fase ou no caso da final, fica com o título. Portanto, nos playoffs as estrelas precisam dar o máximo para levar as suas franquias para as vitórias e, com isso, surgem alguns recordes e números bem interessantes, apimentando os duelos.

Entre eles, podemos destacar que em 75 anos de NBA apenas em 13 oportunidades uma equipe conseguiu reverter uma série 3 a 1, mostrando ser um dos placares mais complicados de buscar em uma desvantagem.

Todas as viradas após 3 a 1 na NBA!

Na história da NBA nunca uma equipe conseguiu reverter uma série 3 a 0, porém, em 13 oportunidades as franquias buscaram o placar após estarem perdendo por 3 a 1, sempre com muita emoção, já que é necessário vencer todos os três últimos jogos. Confira como foi cada situação.

Boston Celtics x Philadelphia 76ers, 1968

O confronto entre Boston Celtics e Philadelphia 76ers em 1968 marcou a primeira virada de série após um 3 a 1 na história da NBA. A vantagem era dos Sixers, que além de largar na frente teriam dois jogos como mandantes para avançar.

Porém, guiados por Bill Russell, os Celtics venceram o jogo 5 por 122 a 104, mesmo fora de casa, contando com um 38 a 23 no terceiro quarto. Em seguida, ao lado do seu torcedor, a equipe venceu por 114 a 106, empatando a série. No jogo 7, mesmo fora e contra a lenda Wilt Chamberlain, a vitória veio por 100 a 96, virando a série e avançando para a final, posteriormente, conquistando o título.

Los Angeles Lakers x Phoenix Suns, 1970

Em 1970 o Phoenix Suns vencia o Los Angeles Lakers por 3 a 1 na semifinal de Conferência. Wilt Chamberlain e Jerry West travavam uma batalha, e o time de LA venceu o jogo por 138 a 121, diminuindo o prejuízo. Em seguida, fora, o triunfo veio por 104 a 93, empatando a série. Em casa, a virada aconteceu após um atropelo de 129 a 94, avançando para a final. Porém, nela, os Lakers perderam para o New York Knicks.

Washington Bullets x San Antonio Spurs, 1979

A terceira virada 3 a 1 na NBA aconteceu em 1979. O San Antonio Spurs vencia a série diante do Washington Bullets, pela final da Conferência. Bobby Dandridge foi o grande nome da virada dos Bullets, que venceram o jogo 5 por 107 a 103, em casa, e empataram fora por 108 a 100. No jogo 7, ao lado do seu torcedor, Bobby anotou 37 pontos e sua equipe virou em um duelo emocionante, 107 a 105.

Boston Celtics x Philadelphia 76ers, 1981

Em 1981, mais uma vez o Philadelphia 76ers abriu 3 a 1 diante do Boston Celtics na final da Conferência. Dessa vez, a virada veio em três jogos bem equilibrados e emocionantes, decididos apenas nas últimas posses de bola. No jogo 5, em Boston, 111 a 109. Na Philadelphia o confronto terminou em 100 a 98 e, no jogo 7, em casa, os Celtics venceram por 91 a 90.

Houston Rockets x Phoenix Suns, 1995

A 5ª virada 3 a 1 na NBA demorou mais de 10 anos para voltar a acontecer. Na semifinal de Conferência, o Phoenix Suns abriu a vantagem diante do Houston Rockets, que eram os atuais campeões. Hakeem Olajuwon e Clyde Drexler guiaram a equipe para a virada com muita emoção, vencendo o jogo 5 fora de casa pro 103 a 97, na prorrogação. Em Houston, a vitória foi tranquila, por 116 a 103. Porém, no jogo 7 em Phoenix o confronto foi decidido por apenas um ponto, 115 a 114, avançando e posteriormente se consagrando campeão.

Miami Heat x New York Knicks, 1997

Na temporada de 1997 o New York Knicks abriu 3 a 1 diante do Miami Heat na semifinal de Conferência. No jogo 5, em Miami, os donos da casa venceram o jogo por 96 a 81, em confronto que ficou marcado como “a grande briga”, deixando os Knicks sem Patrick Ewing, Allan Houston e Charlie Ward para o jogo de número 6. Dessa forma, o Heat venceu por 95 a 90 e empatou a série, virando no jogo 7 ao passar por 101 a 90.

Detroit Pistons x Orlando Magic, 2003

Em 2003 foi a vez do Orlando Magic abrir 3 a 1 no Detroit Pistons, em duelo pela primeira rodada dos playoffs. Porém, em casa, o time de Detroit atropelou no jogo 5, com uma aula de defesa, vencendo por 98 a 67. Em seguida, fora, o triunfo veio por 103 a 88, empatando o confronto. A virada foi sacramentada novamente ao lado do torcedor, passando por 108 a 93.

Phoenix Suns x Los Angeles Lakers, 2006

Após mais de 30 anos da virada do Los Angeles Lakers sobre os Suns, a equipe de Phoenix deu o troco na mesma moeda em 2006. Na ocasião, o time de LA venceu o jogo 4 com uma bola de Kobe Bryant no estouro do cronômetro, abrindo 3 a 1. Porém, no jogo 5, em casa, o Suns venceu bem, por 114 a 97. Voltando para Los Angeles, mais uma boa atuação, 126 a 118. No último e decisivo jogo, a equipe de Phoenix não deu chances para o adversário, atropelando por 121 a 90.

Houston Rockets x Los Angeles Clippers, 2015

Em 2015 os Clippers tinham uma equipe com nomes como Blake Griffin, DeAndre Jordan e Chris Paul, abrindo 3 a 1 sobre o Rockets com propriedade, vencendo o jogo 3 por 25 pontos e o 4 por 33, deixando a classificação na mão. Porém, do outro lado havia um James Harden inspirado, e a virada começou com um 124 a 103. No jogo 6, em Los Angeles, deu Rockets por 119 a 107. O 4 a 3 veio após um 113 a 100, em casa.

Golden State Warriors x Oklahoma City Thunder, 2016

Em 2016 o Oklahoma City Thunder contava com uma dupla de peso, Kevin Durant e Russell Westbrook. A equipe abriu 3 a 1 na final da Conferência sobre o Golden State Warriors, mas a equipe de Stephen Curry e Klay Thompson conseguiu mais uma virada histórica na NBA. Fora, venceu o jogo 5 por 120 a 111, empatando a série em casa ao triunfar por 108 a 101. No decisivo jogo 7, em Oklahoma, a vitória veio por 96 a 88.

Cleveland Cavaliers x Golden State Warriors, 2016

Após buscar uma desvantagem de 3 a 1, o Golden State Warriors abriu a mesma diferença na grande final da NBA. Porém, do outro lado o Cleveland Cavaliers de LeBron James e Kyrie Irving conquistou a maior virada da história da NBA, justamente por ser na final. Em Oakland, casa dos Warriors, os Cavs venceram por 112 a 97. Em seguida, ao lado do torcedor, empataram com um triunfo por 115 a 101. Já no jogo de número 7, LeBron teve um triplo-duplo com 27 pontos, 11 rebotes e 11 assistências, levando a sua equipe para a virada por 93 a 89, conquistando pela primeira vez a NBA para a franquia.

Denver Nuggets x Utah Jazz, 2020

Na primeira rodada da Conferência Oeste de 2020, a equipe do Utah Jazz abriu 3 a 1 contra o Denver Nuggets, apostando em um jogo coletivo do mais alto nível. Porém, Nikola Jokic conseguiu levar a sua franquia para a virada. No jogo 5, vitória por 117 a 107. Em seguida, mais um triunfo, 119 a 107. Por fim, no jogo 7, a vitória veio por 80 a 78, em confronto marcado por fortes defesas. Vale destacar que os jogos foram na chamada bolha da NBA, sem a presença de público.

Denver Nuggets x Los Angeles Clippers, 2020

Após buscar uma recuperação na primeira rodada, o Denver Nuggets repetiu o feito na semifinal diante do Los Angeles Clippers, alcançando a marca de duas viradas de 3 a 1 para 4 a 3 seguidas pela primeira vez na história da NBA. Para isso, superou a equipe de Kawhi Leonard e Paul George, vencendo o jogo 5 por 111 a 105; o 6 por 111 a 98 e o último por 104 a 89. Na final da Conferência, voltou a sofrer um 3 a 1, mas não teve forças para virar e caiu diante do Lakers de LeBron James.

É possível mais uma virada dessa atualmente?

Como observamos ao longo dos anos, as chances de uma virada de 3 a 1 para 4 a 3 não são grandes, afinal, é necessária uma reviravolta grande, vencendo três jogos consecutivos. Porém, em um mundo mágico como o da NBA isso não é impossível, ainda mais com a grande evolução do esporte, sempre trazendo muitas emoções e viradas incríveis.

Para os fãs da modalidade, resta acompanhar, aguardar e, se preferir, torcer para acompanhar essas reviravoltas, que podem acontecer quando você menos esperar.